Como é evidente através da observação do gráfico o saldo migratório felgueirense tem vindo a decrescer desde de 1981, ano em que o valor do saldo foi de cerca de 1300 indivíduos. Na década seguinte o valor decresceu para cerca de 700, sendo que no início do novo século (2001) o valor do saldo migratório já se encontrava em valores negativos. Em 2011 e 2014 os valores continuaram a baixar, atingindo o valor negativo de 300 indivíduos. Este efeito justifica-se através da conjuntura económica nacional que leva grande parte da população a optar pela emigração e assim o saldo migratório (tanto a nível nacional como concelhio) diminui cada vez mais.

Através da observação do gráfico, é possível verificar uma reduzida percentagem de população com nacionalidade estrangeira a morar no concelho. No entanto, verificou-se um ligeiro aumento da população residente, que passou de 0,6% em 1991 para 0,7% em 2001. Contudo, em 2011 este valor desceu para 0,4%, mantendo se assim em 2014. A fraca atratividade do concelho justifica-se pela fraca oferta de emprego do mesmo (fator que atrai a população estrangeira, oriunda de países menos desenvolvidos) e também pela crise económica que o país atravessa.

proviniecia da ppopulaçao estrangeira 2 PROVINIENCIA DA POPULAÇAO ESTRANGEIRA

 

Quanto à origem dos imigrantes há a destacar os provenientes de outros concelhos que em 1991 e 2001, correspondiam a 65% e 75%, respetivamente. Em termos de população estrangeira destaca-se essencialmente a França com 18%. Com percentagens muito reduzidas surge a população vinda do Brasil, da Alemanha e das ex-colónias.

Proviniencia da populaçao estrangeira 3Proviniencia da populaçao estrangeira 4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quanto aos valores de 2011, o número total de imigrantes estrangeiros foi de 206 indivíduos, sendo que 0,96% destes imigrantes são provenientes do Reino Unido e da Moldávia, 14,6% da Ucrânia e 19,4% provenientes de outros países europeus. Quanto aos imigrantes provenientes de países não europeus, 6,8% são provenientes das ex-colónias Africanas, 0,97% de outros países Africanos, 37,4% do Brasil, 10,2% da China e 9,7% de outros Países Asiáticos.

 Quanto aos valores de 2014, o número total de imigrantes estrangeiros foi de 236 indivíduos, sendo que 0,42% destes são provenientes do Reino Unido, 14,6% da Ucrânia, 1,5% da Roménia, 0,97% da Moldávia, e 24,2% de outros países Europeus. Quanto aos imigrantes provenientes de países não europeus destacam-se os 28,8% do Brasil e 10,6% da China. 14,4% da população estrangeira é proveniente de outros países asiáticos, 5,5% são provenientes das ex-colónias africanas e apenas 1,5% de outros países africanos.